sexta-feira, junho 27, 2008

Encarando a chuva


Estou aqui parada encarando a chuva. Observando as gotas que caem ora suavemente, ora com força, fazendo doer a pele, refrescando um dia de verão.

Encaro a chuva esperançosa por dias ensolarados. Lavo meus pensamentos e desejos, vou curando chagas e enviando os meus melhores votos enquanto a água escorre pelas ruas.

Chuva batendo na janela como lágrimas derramadas ao longo da vida. Chuva que parece abençoar e purificar o ambiente.

As gotas vão caindo e eu vou contando, paciente, os minutos, as horas, os dias. Exercito a paciência, dou voltas na imaginação, afasto o mau humor procurando cantar, exorcizo os fantasmas enviando-os com os pingos de chuva que se derramam pelo telhado.

Eu sei que a partir de agora nada mais será como antes e que cada escolha traz uma conseqüência.

Mas eu estou aqui encarando a chuva. Nem sempre tão firme, mas cada vez mais forte.