terça-feira, julho 22, 2008

Sol e Cristo

“O símbolo ao qual fazíamos alusão é exatamente o que a liturgia católica atribui a Cristo quando lhe aplica o título de Sol Justitiae; o Verbo é efetivamente o «Sol espiritual», quer dizer, o verdadeiro «Centro do Mundo»; e ademais, esta expressão de Sol Justitiae se refere diretamente aos atributos de Melki-Tsedeq. Há que se observar também que o leão, animal solar, é, na Antiguidade e na Idade Média, um emblema da justiça ao mesmo tempo que do poder; o signo de Leão é, no Zodíaco, o domicílio próprio do Sol.

Se o Sol figura Cristo, os doze raios são os doze apóstolos (a palavra apostolos significa «enviado», e os doze raios são também «enviados» pelo Sol). Além disso pode-se ver no número dos doze Apóstolos uma marca, entre muitas outras, da perfeita conformidade do Cristianismo com a tradição primordial”.

Extraído de “El Rey del Mundo”, de René Guenón.