sexta-feira, janeiro 30, 2009

Universidade: criação da Igreja

Biblioteca da Universidade de Salamanca

Algumas citações de estudiosos sobre o tema:


A universidade medieval, a mais característica instituição do período, é algo novo na História. Não pode ser comparada nem às escolas gregas, nem às romanas ou alexandrinas, nem às árabes.” (BONI, Luis Alberto de. O surgimento da universidade, in: Uma História da Filosofia, volume 2, UFRJ, 1988, p. 89).

* Luis de Boni é professor de Filosofia Medieval da UFRGS. Doutor em Filosofia Medieval pela Universidade de Muenster.


"Estas universidades são criações eclesiásticas, o prolongamento, de algum modo, das escolas episcopais, das quais diferem no fato de dependerem diretamente do papa e não do bispo do lugar. A bula Parens scientiarum de Gregório IX pode ser considerada como a carta de fundação da Universidade medieval." (PERNOUD, Regine. Luz sobre a Idade Média. Publicações Europa-América, 1997, p. 98.)

* Regine Pernoud, Historiadora e medievalista francesa (1909-1998). Doutora em Letras e diplomada pela École des Chartes e pela École du Louvre, foi diretora do Museu de Reims, do Museu de História da França, dos Arquivos Nacionais e do Centro Jeanne d´Arc d´Orléans (que fundou em 1974).


Cambridge King's College

Graças a essas intervenções pontifícias o ensino superior foi capaz de expandir-se. A Igreja foi sem dúvida a matriz de onde saiu a Universidade, o ninho de onde ela levantou vôo”. (Henri Daniel-Rops)

* Henri Daniel-Rops, professor de História e diretor da revista Ecclesia (Paris), e tornou-se mundialmente famoso sobretudo pelas obras de historiografia que publicou: a coleção História Sagrada, que abrange os volumes O povo bíblico (1943), Jesus no seu tempo (1945) e os onze tomos desta História da Igreja de Cristo (1948-65). Também foi autor de diversos ensaios, obras de literatura infantil e romances históricos, entre os quais destacamos Morte, onde está a tua vitória? (1934) e A espada de fogo (1938). Foi eleito para a Academia Francesa em 1955.


"A criação da Universidade, o compromisso com a razão e com a argumentação racional e o abrangente espírito de pesquisa que caracterizou a vida intelectual medieval representaram “um dom da Idade Média latina ao mundo moderno [...], ainda que nunca se venha a reconhecê-lo. Talvez esse dom conserve para sempre a condição de segredo mais bem guardado que a civilização ocidental teve durante os quatro séculos passados”. (WOODS Jr., Thomas E. Como a Igreja Católica construiu a Civilização Ocidental. Quadrante: São Paulo, 2008, 222 pp., p. 60-62).

Foi um dom da civilização cujo centro era a Igreja Católica".

* Thomas E. Woods Jr., recebeu o bacharelado pela Universidade de Harvard e o doutorado pela Uni­ver­sidade de Columbia, além de outros títulos. Já publicou o best-seller The Politicaly Incorrect Guide to American History, bem como The Church Confronts Mo­der­ni­ty: Catholic Intellectuals and the Pro­gres­sive Era e The Church and the Mar­ket: A Catholic Defense of the Free Economy. É membro do Ludwig von Mises Institute.


Fontes:

A Cidade Medieval
Adversus Haereses
Quadrante