terça-feira, maio 19, 2009

Liberdade no país de Obama: presos por protestarem contra o aborto







Mais de quarenta pessoas que protestavam contra o aborto no campus da Universidade de Notre Dame - uma universidade católica, repare no nome - nos Estados Unidos foram presas. Aconteceu no domingo, Dominus Dei, dia 17 de maio de 2009.

Aí está o país da liberdade na era Obama! O ferrenho defensor do aborto, presidente Barack Obama pede tolerância sobre a questão do aborto. E desde quando deve-se tolerar a morte de crianças? E cadê a tolerância para com o padre e as outras pessoas presas porque protestavam civilizadamente contra o aborto?

E eles prendem em nome da liberdade? Mas ora essa, estamos vivendo em pleno Big Brother? É a novilíngua imperando?

Como pode uma universidade cristã chamar para discursar um abortista confesso? Um homem que está dando o dinheiro do povo americano para fomentar o assassinato de crianças mundo afora? Tenho muito nojo disso tudo!

Vejam as cenas:

Liberdade no país de Obama: presa por protestar contra o discurso do presidente, na Universidade de Notre Dame.

Estudante anti-aborto, protesta na Universidade de Notre Dame,
durante discurso de Obama.

Um desconhecido preso por protestar contra o aborto em Notre Dame



Vejam os vídeos:

Padre de 80 anos preso no campus da Universidade Católica de Notre Dame por protestar contra o aborto:


O padre, atônito, pergunta: "vocês estão prendendo um sacerdote católico por tentar salvar a vida de uma criança?! Pensem! Não percebem que estão raciocinando ao contrário?

O pastor que também protestava com o grupo faz um belo comentário: “Tenho o coração partido. Que dia triste para nosso país, quando um homem de Deus é preso por criticar o presidente mais favorável ao aborto da história dos Estados Unidos.”

Padre Norman Weslin em Notre Dame

Dr. Alan Keyes também é preso no mesmo campus por protestar contra o aborto:


Que mundo é esse? Onde é que estamos chegando? Defender a vida agora é crime? Onde é que nós vamos parar?


São Miguel Arcanjo defendei-nos no combate!