quarta-feira, outubro 21, 2009

Momentos escuros


Às vezes nós pensamos que nos livramos de algo, mas na verdade esse algo continua ali escondido, mascarado, envolto em sombras, dentro de nós. Entranhado, enraizado, fazendo com que queiramos mentir, fingir, enganar. Porque ninguém quer parecer mau, não é? É feio ter defeitos. Então a tendência que todos nós temos é a de esconder as falhas até de nós mesmos. Mas quando vivemos uma vida espiritual, terminamos por saber quem somos, cada vez com mais clareza: baixos, mesquinhos, egoístas. E tudo isso dói. Penso que dói porque somos orgulhosos. Então dependendo do grau de percepção de cada um, podemos ficar em situação ainda pior, pois orgulho é defeito grave e deveríamos ser humildes.


O que fazer então? Na caminhada espiritual há momentos em que quanto mais pensamos que estamos nos aproximando da luz mais vemos que as sombras vão se aproximando de nós. Parece que vão nos tomando por inteiro, sufocando, tirando nossas forças. Ficamos desanimados, pois pensávamos que iamos tão bem, mas não demora muito e estamos mornos de novo. Estacionados.


Até que chega o momento em que pensamos que se conseguimos perceber que tudo isso é ruim, se conseguimos diferenciar bem e mal e preferir o bem, então não somos tão maus. Ficamos alegres e as sombras recuam. Ao menos por um tempo. Afinal de contas não pode chover o tempo todo, não é?
vida