sexta-feira, dezembro 04, 2009

Por que é tão difícil?


Por que é tão difícil para tantas pessoas aceitar os que buscam seguir a Igreja, obedecer ao Papa, querer se pautar pela vida convertida dos santos? Porque tantas reações de repulsa e até de ódio? Porque tanta má vontade com relação aos católicos (principalmente àqueles que não estão de braços dados com o relativismo reinante), por que tanto preconceito contra quem se declara cristão, fiel a Igreja?

Até ontem aquele que era espiritualista, ateu ou agnóstico (ou simplesmente afastado da Igreja) era louvado por sua inteligência, conhecimento e cabedal cultural. Basta que esse mesmo elogiado estudioso se converta ao cristianismo e pronto: os outros passam a acusá-lo de fanatismo, alegam que sua mente é fechada, e não se acredita em mais nada do que ele diga.

Não é interessante este fenômeno?
vida