sexta-feira, dezembro 04, 2009

Por que é tão difícil?


Por que é tão difícil para tantas pessoas aceitar os que buscam seguir a Igreja, obedecer ao Papa, querer se pautar pela vida convertida dos santos? Porque tantas reações de repulsa e até de ódio? Porque tanta má vontade com relação aos católicos (principalmente àqueles que não estão de braços dados com o relativismo reinante), por que tanto preconceito contra quem se declara cristão, fiel a Igreja?

Até ontem aquele que era espiritualista, ateu ou agnóstico (ou simplesmente afastado da Igreja) era louvado por sua inteligência, conhecimento e cabedal cultural. Basta que esse mesmo elogiado estudioso se converta ao cristianismo e pronto: os outros passam a acusá-lo de fanatismo, alegam que sua mente é fechada, e não se acredita em mais nada do que ele diga.

Não é interessante este fenômeno?
vida

4 comentários:

  1. Eduardo Araújo12/04/2009

    Olá, caríssima Andrea!

    A minha impressão é que as coisas são como se vivêssemos - nós, os católicos que buscam seguir a Igreja - numa ilha em meio a um mar de virulenta antipatia contra nós.

    Acredito, até, que a maior parte dessa antipatia advenha do simples fato de que a Igreja Católica Apostólica Romana é, a bem da verdade e sem sombra de dúvida, a maior guardiã dos valores éticos e morais fundamentais à existência da própria civilização e por isso mesmo ela bate de frente com a mentalidade desconstrucionista, hedonista e permissiva que tanto caracteriza a nossa sociedade.

    Daí, esse pessoal que não admite autocríticas muito menos autocontrole e disciplina passa a nos ver como os "chatos" que lhes dizem NÃO. E dizemos esse NÃO com coerência, lógica, amparo na fé e na autêntica mensagem cristã e estamos ficando cada vez mais lapidados, em decorrência dos confrontos a que somos submetidos.

    Imagine, então, como devemos incomodar esse pessoal, não?

    Sobre o modo como se trata o ateu e o ex-ateu, posso falar isso de cátedra, visto ser um exemplo dessa transformação. Graças a Deus, já vai um bom tempo em que fui ateu e daqueles mais idiotas, estilo Dawkins: "ateu porque conheceu a ciência".

    Outro ponto interessante em que você tocou: a tarja de "fanático" que nos colocam.

    Uma vez, falei para os meus irmãos, todos católicos, que reclamavam desse xingamento vez ou outra recebido. O fato é que o rótulo de fanático é aplicado por essas pessoas a qualquer um que simplesmente seja um devoto fiel e obediente à sua religião, à Igreja, enfim. Ou seja: a intenção é nos desqualificar a todo custo, não importando os meios ou as palavras contra nós.

    O bom que se pode extrair disso é que vai - já está acontecendo aquilo de que fala o Eclesiástico: é pelo fogo que se separa a prata do ouro. Dói, mas fiquemos certos, na esperança em Cristo, de que será esse ouro o resultado final de todos esses percalços.

    Deus lhe abençõe!

    Beijos!

    Eduardo

    ResponderExcluir
  2. Sabedoria 2, 12-16:

    12. Cerquemos o justo, porque ele nos incomoda; é contrário às nossas ações; ele nos censura por violar a lei e nos acusa de contrariar a nossa educação.
    13. Ele se gaba de conhecer a Deus, e se chama a si mesmo filho do Senhor!
    14. Sua existência é uma censura às nossas idéias; basta sua vista para nos importunar.
    15. Sua vida, com efeito, não se parece com as outras, e os seus caminhos são muito diferentes.
    16. Ele nos tem por uma moeda de mau quilate, e afasta-se de nosso caminhos como de manchas.

    ResponderExcluir
  3. Eduardo, é verdade! Parece mesmo às vezes que estamos ilhados.

    Mas tenho fé que vamos vencer. Oremos por nós e por todos os outros pecadores. Que Deus se apiede dessa humanidade doida, que Ele tenha Misericórdia de nós!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Nossa, Maite! Que palavras! :)

    Quanta sabedoria na Escritura Sagrada! Glória a Deus!

    ResponderExcluir

Antes de fazer seu comentário: ele deve ser relacionado ao post, e feito respeitosamente. Reservo-me o direito de não publicar comentários que julgue desnecessários ou desrespeitosos. Os comentários não expressam a minha opinião e são de total responsabilidade de seus autores.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.