sexta-feira, março 19, 2010

Pensar no sofrimento de Jesus



Pensar no sofrimento de Jesus no Jardim das Oliveiras, no quanto Ele sentiu-se abandonado, sozinho, sem Seus amigos velando por Ele.



Pensar em como Ele devia estar triste vendo a multidão escolher Barrabás, em ver o cinismo no rosto dos fariseus, em ver Pilatos lavar as mãos.



Pensar em como Ele sofreu com as chicotadas em Sua pele, em como doeram aquelas feridas todas se abrindo, em como incomodava os pulsos amarrados, em como foi difícil se sustentar de pé apanhando tanto.



Pensar em como deve ter sido duro ver aqueles a quem criou se desfazendo Dele, xingando-o, cuspindo em Sua santa face, batendo em Seu rosto a ponto de fazer inchar os olhos, cravando na Sua cabeça a coroa de espinhos, zombando de Sua santa figura.



Pensar Nele se arrastando carregando a cruz, olhando para Sua mãezinha em prantos, tentando conseguir forças para chegar até o calvário, com Suas mãos machucadas, com os olhos incomodados de tanto sangue escorrendo da ferida aberta pelos espinhos, caindo e apanhando ainda mais para se levantar, sofrendo com os apupos da multidão.



Pensar Nele sendo pregado na cruz. Tendo Suas mãos e pés atravessados por aqueles pregos horríveis, Seu corpo todo dolorido pelas feridas e pelo esforço de carregar a cruz, pela noite insone que passou apanhando. Pensar em como ficou totalmente desconfortável pendurado no madeiro, tentando conseguir uma posição melhor, sofrendo com a sede, e ainda assim pôde perdoar o ladrão, falar com Seu discípulo e com o Pai.



Pensar no sofrimento de Jesus Cristo, que inocente morreu na cruz.



Faz muito bem pensar nisso, principalmente nesta época de Quaresma.
vida