quarta-feira, junho 09, 2010

O primeiro passo na busca da verdade é a humildade



"O primeiro passo na busca da verdade é a humildade. O segundo, a humildade. O terceiro, a humildade. E o último, a humildade. Naturalmente, isto não significa que a humildade seja a única virtude necessária para o encontro e gozo da verdade; mas se as demais virtudes não estiverem precedidas, acompanhadas e seguidas da humildade, a soberba abrirá caminho e destruirá suas boas intenções." (Santo Agostinho. Epist 118,3,22)



Há tantas pessoas com as mais belas intenções, muito solidárias, esforçando-se por serem fraternas e solícitas, dispostas a ajudar sempre. Olhando de fora até parece mesmo que são caridosas, que são humildes. Mas ao se aproximar mais um pouco, alguém mais experiente ou mais sábio, logo percebe que por baixo de toda aquela solicitude se esconde a revolta contra a ordem cósmica, o desejo inútil de igualdade, a falsa noção de liberdade.

Todo aquele bem que parecem fazer nada mais é que demonstração de orgulho insano contra o Criador, de ilusão sobre as próprias forças. Estas pessoas pensam que podem por si mesmas se erguerem até as mais elevadas alturas do espírito. Pensam que ao distribuir sopas e agasalhos estão sendo muito caridosas, muito cristãs. Mas ai que armadilha demoníaca! Como pode haver caridade onde não há fé? Como pode haver verdadeiro amor ao próximo se não se ama a Deus Pai, Filho e Espírito Santo? Se não se faz a Sua vontade e sim se se busca por sua própria conta caminhar na terra na vã esperança de criar asas e conquistar o Céu? Que digo? Céu? Não, não, o Céu está por demais distante...há “planos superiores”, de luzes e anjos assim muito iluminados... Mas não nos foi avisado que Satanás se mascara em anjo de luz? Então como crêem tão facilmente nessas mentiras de que se vai “salvar” a si mesmo, de que se vai conseguir alcançar algo mais alto por sua própria conta? Não sabem que Deus dá as forças e tira as forças quando quiser? Não sabem eles que não se pode ser feliz realmente, não se pode alcançar alturas celestiais quem não servir a Ele?

Alguns podem dizer “mas eles servem, vejam como fazem doações, como dizem palavras doces aos necessitados!”. Não, não servem a Deus. Servem a si mesmos na esperança de “progredir espiritualmente” e ascender a “mundos superiores”. Se alguém diz que o serviço a Deus começa na atenta apreciação de suas palavras coletadas pelos santos apóstolos e discípulos, na palavra guardada com respeito e amor, com atenção e fé, na palavra que instituiu a Igreja na pedra bruta que é Simão Petrus, na palavra que ensinou aos apóstolos certas coisas que eles passaram adiante, nas palavras guardadas inteiras, no depósito da fé...logo estes “caridosos” mostram sua verdadeira face e já não há mais doçura, há palavras cheias de orgulho, há o sentimento de que suas obras irão conquistar os prêmios divinos e que a fé vivida pelos cristãos desde o tempo de Jesus Cristo até hoje é pura falsidade, pois a verdadeira fé é raciocinada... como se fé não pudesse andar junto com a razão para o cristão! Logo o cristão que preservou o conhecimento dos antigos, desenvolveu a filosofia, criou as catedrais... Logo este cristão que preservou a confiança dos apóstolos. Sim, pois confiar é ato racional para ser algo verdadeiro. Não se pode confiar em algo que faz mal, isso é loucura! Então como há os que confiam em gente que surgiu tanto tempo depois do Cristo, crendo firmemente que os anteriores eram todos uns estúpidos ou no máximo uns pobres coitados que não entenderam a mensagem cristã?! Santo Atanásio, Santa Teresa, São Bernardo, Santo Tomás... grandes inteligências como estas são tidas por estes “caridosos” como “atrasados”, que não compreenderam a mensagem do Cristo... quanta soberba! Quanta ilusão! Como não percebem a armadilha na qual estão presos? Eles bradam que a este Deus cristão eles não servirão... familiares estas palavras?

Almas assim se enganam, enganam aos outros e os arrastam aos abismos infernais. Porque não são humildes, porque não querem servir, porque arrumaram para si falsas doutrinas, não baixam a cabeça para Deus, blasfemam e cultuam seus espíritos positivistas como se estes fossem divinos realmente. Arrumam todo tipo de desculpas para fazer o que é proibido. Sentimentais, caem nos engodos diabólicos e vivem iludidas crendo mesmo que encontraram a verdade. Mas como encontrá-la se não a buscam realmente? Pois se elas buscarem acharão, isso foi prometido por Deus mesmo. Se elas continuam iludidas é porque estão sendo castigadas por sua soberba. Se tivessem a mínima intenção de buscar a verdade, o Espírito Santo tocaria seus corações e o pesadelo terminaria.

Que Deus tenha misericórdia de suas almas! Que elas possam acordar assim como eu acordei.



"A ilusão é o castigo da alma. A verdade, seu prêmio."
(Santo Agostinho. In Ps 37,11)