sexta-feira, agosto 20, 2010

Leituras vãs produzem pensamentos vãos e destroem a devoção


“Leituras vãs produzem pensamentos vãos e destroem a devoção. Dai a vossos filhos livros espirituais, como a história eclesiástica, ou vidas de santos e semelhantes”.
(São Boaventura. De inst. nov., p. 1 , c. 14)



Alguns pais se perguntam sobre o porquê de seus filhos não gostarem da oração, não freqüentarem a igreja, viverem na gandaia, não terem responsabilidade, serem “eternos adolescentes”, não terem respeito por eles nem por ninguém. Mas será que esses pais souberam dar o exemplo?

Quais as leituras, quais os programas, quais as atividades que os pais desenvolveram no lar, em frente aos filhos? Será que os filhos não deixaram de lado a oração por verem que seus pais não oram? Será que os filhos preferiram uma vida afastada da oração e dos sacramentos porque foram afrouxados ao passar horas em frente à televisão assistindo a programas repletos de leviandades? ao lerem livros de gosto duvidoso e com ofensas a fé, com imoralidades, com incentivo à busca desenfreada por emoções perigosas?

Que tipos de livros os pais estão deixando nas mãos de seus filhos? Que tipo de programas os pais estão deixando que seus filhos assistam?

Como os pais querem que seus filhos tenham devoção se eles não dão o exemplo, se eles enchem a casa com o som de programas sensacionalistas, com imagens indecentes, com conversas levianas? Se eles se vestem com imodéstia e deixam que os filhos se vistam com qualquer trapo, apenas porque está na moda e não querem que a criança seja rejeitada pelos coleguinhas? Como os pais se preocupam tanto com o que os outros vão dizer e não se preocupam com o que Deus está pensando deles?

Leituras vãs – e ouso dizer: outras atividades vãs – produzem pensamentos vãos e destroem a devoção, já dizia São Boaventura. E os pais, será que darão ouvidos ao santo? Ou será que acham que os conselhos dos santos são coisas ultrapassadas? É claro que se forem honestos darão ouvidos aos grandes santos e buscarão mudar de atitude tendo mais cuidado com o que deixam aparecer nas telas da tevê e nas estantes da casa.