sexta-feira, outubro 29, 2010

Sobre as coisas políticas

vida

Saiu no ótimo blog Contra Impugnantes uma série de artigos tratando sobre as coisas políticas. Recomendo a leitura!

Um trecho:

“ADENDO (TRECHO DE UMA RESPOSTA DO CARLOS NOUGUÉ A UM AMIGO CATÓLICO, COM UMA PEQUENA ADAPTAÇÃO):

“Digo apenas duas coisas: a) apesar de quanto eu disse, não é um “pecado” votar em Serra, sobretudo porque os católicos não temos acúmulo de discussão suficiente para que decretemos tal caráter “pecaminoso”. É questão muito complexa, sobretudo ante a pergunta: do ângulo católico é Serra efetivamente menos indigno ou mal menor que Dilma? Não se repitam, porém, os argumentos dos liberais: se o PT é, pouco mais ou menos, o que você diz, foi todavia no governo FHC que:

1) mais o MST recebeu verbas estatais;
2) se normatizou legalmente o aborto; 3) se estimulou inicial e grandemente o gayzismo. Ademais, Serra fundou a primeira escola gay para adolescentes. Isso clama ao céu por vingança, como diria S. Pio X (cf. Catecismo Maior). E mantenho: tal como está sendo feito, o apoio dos melhores católicos a Serra joga água no moinho do social-liberalismo e terá como conseqüência o aumento do câncer liberal entre esses mesmos católicos. Um dos pressupostos para o seguro apoio dos católicos a qualquer candidato menos indigno é que eles estejam tão seguros de seu catolicismo e tão firmemente dirigidos por um firme episcopado, que não sejam tragados pelo fluxo das coisas. Se porém se tratasse, pelo menos, de um candidato que defendesse claramente alguns importantes itens da lei natural, os danos de que tal fluxo tragasse os católicos seriam menores. Mas imagine, amigo, um apoio católico a um Serra abortista e defensor do gayzismo como uma espécie de assinatura num cheque em branco ou numa ação ao portador não preenchida: uma catástrofe, cujas conseqüências logo advirão”.”

A série de textos “sobre as coisas políticas”:



Também recomendo a leitura do texto de Carlos Nougué, um dos autores do supracitado blog, sobre o PT e o PSDB:

Acho importante que os católicos observem todos os ângulos da questão para estarem conscientes na hora de votar neste domingo.

Que Nossa Senhora Aparecida nos proteja!

terça-feira, outubro 26, 2010

Novenas pelas almas do purgatório



Vejam nestes links algumas novenas para as almas do purgatório. Eu comecei ontem a fazer uma delas:
Leia um texto muito bom sobre os sufrágios feitos pelas almas do purgatório:



Oremos pelas almas do purgatório e peçamos a intercessão delas!

segunda-feira, outubro 25, 2010

A Freira que viu Sangue


vida
Não sei se essa história é verdadeira, mas irmãos, redobremos nossas orações!
Que Nossa Senhora nos proteja com seu manto santo.
Que Deus tenha misericórdia de nós!

Oremos mais!

***

A Freira que viu Sangue

Quando eu era uma criança, minha avó paterna me contou um fato interessante. Depois com o passar dos anos, já tendo me formado na Faculdade de Direito, ao conversar com um amigo num café do centro de São Paulo, ele me contou a mesma história. De fato, antes essa história circulava muito, mas hoje caiu no “esquecimento”... Passo a narrar o que ela me contou.

Um taxista, numa manhã de sol, se despediu da família e entrou no seu automóvel para ir trabalhar. No seu automóvel havia uma imagem pequena de Nossa Senhora fixado no painel, e como era seu costume, antes de sair rezou três “Ave-Marias” para que a Mãe do Céu o protegesse e à sua família, pedindo também que Nossa Senhora lhe mandasse passageiros suficientes para que ele pudesse trazer o sustento para sua casa. Depois disso, ligou seu automóvel e calmamente saiu pelas ruas de São Paulo.

Depois de algum tempo ele observou uma freira que vestia um hábito muito bonito na beira da calçada. Pensou: “Acho que ela precisa de um táxi.”

Parou perto dela e saindo do automóvel abriu a porta traseira para que ela adentrasse.
E foi o que ela fez. Sorrindo por ser o seu primeiro cliente, perguntou:

- “Bom dia irmã, para onde a senhora quer que eu a leve?”
Ela, que era uma freira já de idade avançada, mas com rosto angelical, lhe respondeu:

- “Ao mosteiro da Luz, na Avenida Tiradentes.”

Então o taxista, zelosamente em sua profissão, tomou o rumo indicado.
Porém ao passar pelo Viaduto do Chá, a freira pediu para o taxista parar o carro.
Ele estacionou e ela saiu do automóvel e se apoiando no muro lateral do viaduto, ficou observando detidamente o movimento dos carros que passavam por debaixo do viaduto.
Como ela se demorava muito, o taxista resolveu ir falar com ela muito respeitosamente.

- “A senhora precisa de alguma coisa? Está esperando alguém? Olhando o movimento?”
Foi então que a freira olhou para o taxista e disse:
- “Estou vendo rios de sangue que inundarão as ruas do Brasil.”

O taxista empalideceu, olhou para a rua que estava embaixo do viaduto, e voltando os olhos novamente para a freira disse:
- “A senhora não quer que eu lhe ajude a voltar para o carro?”

A freira com olhar de doçura e muita bondade, deu meia volta e entrou no carro para prosseguir no seu trajeto.
Chegando ao belíssimo Mosteiro da Luz, a freira saiu do automóvel e entrou no Mosteiro.
O taxista esperou por mais de meia hora, mas a freira não voltava para pagar-lhe a corrida.
Cansado de tanto esperar ele resolveu bater na porta do Mosteiro.
Logo veio uma freira de meia idade abrir a porta.
- “Pois não, o que o senhor deseja?”

E o taxista explicou que havia trazido a freira e que precisava receber seu dinheiro para prosseguir no seu trabalho.
A freira que lhe atendeu, disse-lhe:
- “Isto é impossível, pois ninguém saiu daqui e ninguém chegou também desde ontem à tarde. Nossas irmãs estão todas recolhidas numa cerimônia.”

Ante a insistência do taxista, a freira convidou-o a entrar e então apontar qual é a freira que ele trouxe de táxi.
As freiras estavam todas numa sala, numa cerimônia de réquiem, rezando.
Olhando para todas elas ele não identificava nenhuma, mas de repente o taxista tomou um susto muito grande e empalideceu. Era justamente a irmã falecida que estava na urna funerária que havia pegado o táxi.

Ao relatar isso, a freira se admirou muito, pois a irmã havia falecido no dia anterior e estava sendo velada.
- “O senhor tem certeza de que era mesmo esta freira?” – indagou a irmã.
- “Sim, absoluta certeza” – respondeu o taxista relatando tudo o que tinha havido, inclusive a visão das ruas cheias de sangue.

As freiras então choraram e se afervoraram em suas orações.

O taxista saiu de muito impressionado, rezando para que Nossa Senhora protegesse o Brasil de todas as coisas ruins que viriam num futuro breve.

Fonte: Ponto de Taxi


sexta-feira, outubro 22, 2010

Os doentes modernos


Só mesmo uma sociedade doente como a nossa “iluminada” e descristianizada sociedade moderna pode gerar seres que não buscam o sentido das coisas, que preferem se anestesiar e viver no mundo da imaginação onde tudo é rosado e brilhante, fechando os olhos para a realidade, vivendo perigosamente à beira do abismo.

Quantos e quantos vivem hoje assim, sem pensar no amanhã, sem querer saber por que estão aqui e para onde irão? São muitos, muitos, formam uma legião...

Os doentes modernos pensam que são muito independentes, mas seguem instruções do mesmo modo que os cristãos buscam seguir as instruções de Deus. Somente que as instruções que eles seguem são feitas para a sua perdição.

Mas os “iluminados” modernos pensam que por se colocarem contra o cristianismo, contra a Igreja, são livres. Gente do Céu, quanta ilusão! Quanto orgulho, quanta falta de amor por si mesmo! Sim porque essas pessoas não vêem que estão prestes a cair num abismo sem chance de volta? Como eu temo por essa gente! Temo por mim, mas mais ainda pelos que desdenham do Criador e arrumam para si falsas doutrinas. Como é triste ver isso acontecer!

Como dói perceber o orgulho dos que se separam de Deus. Dói ver o quanto estão iludidos pensando que salvam a si próprios, pensando que no fim das vidas encontrarão o nada, pensando que podem escapar do Juízo. Como será para eles quando estiverem de frente com O Juiz?

Já pensaram nisso?

segunda-feira, outubro 18, 2010

Um Rosário por dia até o dia 31


Continuando com a campanha de orações pelas Eleições 2010, vamos nos manter firmes na esperança!

Os dois candidatos são marxistas, é realmente difícil o momento, é até tenebroso. Mas peçamos todos a Nossa Senhora para nos livrar do comunismo! Como ela poderia fazer isso com partidos e candidatos deste tipo só Deus sabe, mas para Ele nada é impossível.

Então oremos muito! Falta pouco para o dia do segundo turno. Façamos um Rosário nesta intenção todos os dias até o dia 31 de outubro!

Tenhamos fé em Deus!

Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha do Brasil, rogai por nós e livrai-nos do flagelo do comunismo!

sexta-feira, outubro 15, 2010

Santa Teresa D'Ávila, minha mãezona


Hoje comemoramos o dia de Santa Teresa D'Ávila, uma de minhas santas de devoção. Eu a chamo de "mãezona". Nossa Senhora, com toda aquela meiguice é chamada de mãezinha por mim e por outros devotos seus. E Santa Teresa de Jesus para mim virou mãezona, não porque eu ache que seja maior que a Virgem Santíssima, claro que não, mas porque ela tem um "jeitão", um modo de ser mais expansivo e enérgico.

Adoro o jeito dela: sincero, honesto, místico e poético! Que grande santa!

Recomendo a leitura do "Livro da Vida" que é muito bom, lindo! É sempre bom ler sobre a vida dos santos, ler o que eles fizeram, escreveram, ensinaram. Maravilhoso!
Leia sobre a vida dela aqui.


Santa Teresa de Jesus, rogai por nós!

quarta-feira, outubro 13, 2010

A Missa de Padre Pio




Ao ler esta entrevista com o santo Padre Pio eu vejo que enorme distância há entre a sua piedade ao rezar a Missa e o comportamento das pessoas e de certos padres nas Missas hoje em dia.

Que as pessoas possam compreender a beleza da Liturgia e o respeito que devemos ter ao assisti-la! Padre Pio de Pietrelcina nos concede um grande testemunho de fé ao responder as perguntas abaixo. Quanta beleza!




Padre, o Sr. ama o Sacrifício da Missa?
Sim, porque Ela regenera o mundo.

Que glória dá a Deus a Missa?
Uma glória infinita.

Que devemos fazer durante a Missa?
Compadecer-nos e amar.

Padre, como devemos assistir à Santa Missa?
Como assistiram a Santíssima Virgem e as piedosas mulheres. Como assistiu S. João Evangelista ao Sacrifício Eucarístico e ao Sacrifício cruento da Cruz.

Padre, que benefícios recebemos ao assistir à Santa Missa?
Não se podem contar. Vê-lo-ás no céu. Quando assistires à Santa Missa, renova a tua fé e medita na Vítima que se imola por ti à Divina Justiça. Não te afastes do altar sem derramar lágrimas de dor e de amor a Jesus, Crucificado por tua salvação. A Virgem Dolorosa te acompanhará e será tua doce inspiração.

Padre, que é sua Missa?
Uma união sagrada com a Paixão de Jesus. Minha responsabilidade é única no mundo. (Dizia-o chorando.)

Que devo descobrir na sua Santa Missa?
Todo o Calvário.

Padre, diga-me tudo o que o senhor sofre durante a Santa Missa.
Sofro tudo o que Jesus sofreu na sua Paixão, embora sem proporção, só enquanto pode fazê-lo uma criatura humana. E isto, apesar de cada uma de minhas faltas e só por sua bondade.

Padre, durante o Sacrifício divino o senhor carrega os nossos pecados?
Não posso deixar de fazê-lo, já que é uma parte do Santo Sacrifício.

O senhor considera a si mesmo um pecador?
Não o sei, mas temo que assim seja.

Eu já vi o senhor tremer ao subir aos degraus do altar. Por quê? Pelo que tem de sofrer?
Não pelo que tenho de sofrer, mas pelo que tenho de oferecer.

Em que momento da Missa o senhor sofre mais?
Na Consagração e na Comunhão.

Padre, esta manhã na Missa, ao ler a história de Esaú, que vendeu os direitos de sua primogenitura, seus olhos se encheram de lágrimas.
Parece-te pouco desprezar o dom de Deus!?

Por que, ao ler o Evangelho, o senhor chorou quando leu estas palavras: “Quem come a minha carne e bebe o meu sangue...”
Chora comigo de ternura!

Padre, por que o senhor chora quase sempre que lê o Evangelho na Missa?
A nós nos parece que não tem importância que um Deus fale às suas criaturas e elas O contradigam e continuamente O ofendam com sua ingratidão e incredulidade.

Sua Missa, Padre, é um sacrifício cruento?
Herege!

Perdão, Padre, quis dizer que na Missa o Sacrifício de Jesus não é cruento, mas a sua participação em toda a Paixão o é. Engano-me?
Não, nisso não te enganas. Creio que tens toda a razão.

Quem lhe limpa o sangue durante a Missa?
Ninguém.

Padre, por que o senhor chora no Ofertório?
Queres saber o segredo? Pois bem: porque é o momento em que a alma se separa das coisas profanas.

Durante sua Missa, Padre, o povo faz um pouco de barulho...
Se estivesses no Calvário, não ouvirias gritos, blasfêmias, ruídos, e ameaças? Havia um alvoroço enorme.

Não o distraem os ruídos?
Em nada.

Padre, por que sofre tanto na Consagração?
Não sejas maldoso... (Não quero que me perguntes isso...)

Padre, diga-me: por que sofre tanto na Consagração?
Porque nesse momento se produz realmente uma nova e admirável destruição e criação.

Padre, por que chora no altar, e que significam as palavras que pronuncia na Elevação? Pergunto por curiosidade, mas também porque quero repeti-las com o senhor.
Os segredos do Rei Supremo não podem revelar-se nem profanar-se. Pergunta-mes por que choro, mas eu não queria derramar essas pobres lagrimazinhas, mas torrentes de lágrimas. Não meditas neste grandioso mistério?

Padre, o senhor sofre, durante a Missa, a amargura do fel?
Sim, muito freqüentemente...

Padre, como pode estar-se de pé no Altar?
Como estava Jesus na Cruz.

No altar, o senhor está pregado na Cruz, como Jesus no Calvário?
E ainda me perguntas?

Como se acha o senhor?
Como Jesus no Calvário.

Padre, os carrascos deitaram a Cruz no chão para pregar os cravos em Jesus?
Evidentemente.

Ao senhor também lhos pregam?
E de que maneira!

Também deitam a Cruz para o senhor?
Sim, mas não devemos ter medo.

Padre, durante a Missa o senhor pronuncia as Sete Palavras que Jesus disse na Cruz?
Sim, indignamente, mas também as pronuncio.
E a quem diz: “Mulher, eis aí teu filho”?
Digo para Ela: “Eis aqui os filhos de Teu Filho”.

O senhor sofre a sede e o abandono de Jesus?
Sim.

Em que momento?
Depois da Consagração.

Até que momento?
Costuma ser até a Comunhão.

O senhor diz que tem vergonha de dizer: “Procurei quem me consolasse e não achei”. Por quê?
Porque nossos sofrimentos de verdadeiros culpados não são nada em comparação com os de Jesus.

Diante de quem sente vergonha?
Diante de Deus e da minha consciência.

Os Anjos do Senhor o reconfortam no Altar em que o senhor se imola?
Pois... não o sinto.

Se não lhe vem o consolo até à alma durante o Santo Sacrifício, e o senhor sofre, como Jesus, o abandono total, nossa presença não serve para nada.
A utilidade é para vós. Por acaso foi inútil a presença da Virgem Dolorosa, de São João e das piedosas mulheres aos pés de Jesus agonizante?

Que é a Sagrada Comunhão?
É toda uma misericórdia interior e exterior, todo um abraço. Pede a Jesus que se deixe sentir sensivelmente.

Quando Jesus vem, visita somente a alma?
O ser inteiro.

Que faz Jesus na Comunhão?
Deleita-se na sua criatura.

Quando se une a Jesus na Santa Comunhão, que quer peçamos a Deus pelo senhor?
Que eu seja outro Jesus, todo Jesus e sempre Jesus.

O senhor sofre também na Comunhão?
É o ponto culminante.

Depois da Comunhão, continuam seus sofrimentos?
Sim, mas não sofrimentos de amor.

A quem se dirigiu o último olhar de Jesus agonizante?
À sua Mãe.

E o senhor para quem olha?
Para meus irmãos de exílio.

O senhor morre na Santa Missa?
Misticamente, na Sagrada Comunhão.

É por excesso de amor ou de dor?
Por ambas as coisas, porém mais por amor.

Se o senhor morre na Comunhão, continua a ficar no Altar? Por quê?
Jesus morto permanecia pendente da Cruz no Calvário.

Padre, o senhor disse que a vítima morre na Comunhão. Colocam o senhor nos braços de Nossa Senhora?
Nos de São Francisco.

Padre, Jesus desprega os braços da Cruz para descansar no Senhor?
Sou eu quem descansa n’Ele!

Quanto ama a Jesus?
Meu desejo é infinito, mas a verdade é que, infelizmente, tenho de dizer nada e me causa pena.

Padre, por que o senhor chora ao pronunciar a última palavra do Evangelho de São João: “E vimos sua glória como do Unigênito Pai, cheio de graça e de verdade”?
Parece-te pouco? Se os Apóstolos, com seus olhos de carne, viram essa glória, como será a que veremos no Filho de Deus, em Jesus, quando se manifestar no céu?

Que união teremos então com Jesus?
A Eucaristia nos dá uma idéia.

A Santíssima Virgem assiste à sua Missa?
Julgas que a Mãe não se interessa por seu Filho?

E os Anjos?
Em multidões.

Padre, quem está mais perto do Altar?
Todo o Paraíso.

O senhor gostaria de celebrar mais de uma Missa por dia?
Se eu pudesse, não quereria descer do Altar.

Disseram-me que traz com o senhor o seu próprio Altar...
Sim, porque se realizam estas palavras do Apóstolo: “Eu trago no meu corpo os estigmas de Jesus”. “Estou cravado com Cristo na Cruz.” “Castigo o meu corpo, e o reduzo à escravidão...”

Nesse caso, não me engano quando digo que estou vendo Jesus Crucificado!
(Nenhuma resposta)

Padre, o senhor se lembra de mim na Santa Missa?
Durante toda a Missa, desde o princípio até o fim, lembro-me de ti.

A Missa do Padre Pio, em seus primeiros anos, durava mais de duas horas. Sempre foi um êxtase de amor e de dor. Seu rosto estava inteiramente concentrado em Deus e cheio de lágrimas. Um dia, ao confessar-me, perguntei-lhe sobre este grande mistério:

Padre, quero fazer-lhe uma pergunta.
Dize-me, filho.

Padre, queria perguntar-lhe que é a Missa?
Por que me perguntas isto?

Para ouvi-la melhor, Padre.
Filho, posso dizer-te que é a minha Missa.

Pois é isso o que quero saber, Padre.
Meu filho, estamos na Cruz, e a Missa é uma contínua agonia.

_______________________


Tirada de Tradition Catolica, nº 141, nov. 98 citando "Assim Falou o Padre Pio" (S. Giovanni Rotondo, Foggia, Itália, 1974) com o Imprimatur de D. Fanton, Bispo Auxiliar de Vicenza.

Fonte: Capela.org

terça-feira, outubro 12, 2010

Viva Nossa Senhora Aparecida!

Rainha do Brasil!



Rogai por nós, Santa Mãe de Deus! Estamos precisando muito! Estamos vivendo dias muito conturbados nessa Terra de Santa Cruz!

Olhai por nós, mãezinha! Rogai por nós! Livrai-nos do flagelo do comunismo e do aborto!

Despertai em nós a sede pelas coisas do Céu! Guiai-nos no caminho da modéstia!

Nossa Senhora da Conceição Aparecida, Rainha do Brasil, rogai por nós!

segunda-feira, outubro 11, 2010

Tudo passa muito rápido


vida
Para que tantas providências, para que tanta correria, tantas brigas e discussões? Para que tentar a qualquer custo provar seu ponto de vista? Para quer tentar convencer o outro daquilo que você pensa, se isso é em vão? Para que insistir em defender seus gostos e idéias se estes não são mais que ilusões caprichosas?

Tudo passa tão rápido e temos que pensar no tempo que perdemos envolvidos em picuinhas, em conversas inúteis, em passatempos nocivos ou pelo menos vazios de sentido, dispersadores.

O tempo é curto demais para que o percamos com bobagens, com massagens no ego, com teimosia, com cegueira voluntária. É preciso coragem para buscar enxergar a verdade e para segui-la. É preciso vontade real de buscar e defender a verdade.

Tudo passa...tudo passa muito rápido.

sexta-feira, outubro 08, 2010

O padre censurado pela Canção Nova e as Eleições 2010




Os vídeos da homilia do Pe. José Augusto que a Canção Nova apagou estão aqui e aqui.

Algumas palavras do Pe. José Augusto:


Chega de sermos católicos mornos, frios e medrosos! [...] Como é que nós ficamos assim, como se nada tivesse acontecendo, numa boa, com medo de perder isso, medo de perder aquilo… que perca tudo! Nós só não podemos perder é Jesus Cristo nessa vida. E a nação brasileira tem que ser uma nação cujo Deus é o Senhor!”.


E ele foi censurado pela Canção Nova! Censurado por dizer a verdade!

Vejam aqui no blog Contra o Aborto este post sobre a Canção Nova, o Gabriel Chalita e o apoio a socialistas abortistas.

Católicos que contribuem para a Canção Nova: ACORDEM!

Não é possível servir a dois senhores! Deus vai cobrar de cada um no dia do Juízo o que fizeram para defendê-lO!

Não apóiem quem censura um padre que defende a vida, que apenas falou a verdade, que fez o que todos os sacerdotes deveriam fazer!

Veja aqui no blog Tradição em Foco um post sobre o assunto.


Nossa Senhora Aparecida, Rainha do Brasil, livrai-nos do flagelo do comunismo! Livrai-nos do horror do aborto!

quarta-feira, outubro 06, 2010

Boicote à Canção Nova, já!

vida




É um absurdo o que estão fazendo com o Pe. José Augusto que teve a coragem de se levantar e defender a vida, defender a Igreja e foi injustamente desqualificado! Absurdo!

Já não bastam os abusos recorrentes por lá? Os erros doutrinários em diversos livros? A histeria permitida e incentivada nas "missas show"?


Está mais do que na hora dos católicos acordarem para o que é a Canção Nova!

Admiro a postura do Pe. José Augusto que nada mais fez que defender a verdade!

Nossa Senhora Aparecida, rogai por nós!

sexta-feira, outubro 01, 2010

A Ligação Perfeita de Jesus e Maria



Vocês já pararam para pensar que a carne de Nosso Senhor Jesus Cristo foi formada da carne de Maria? Que coisa mais linda! Já imaginaram a ligação que existe entre eles dois? A união desse Filho e dessa Mãe sempre obedientes ao Pai? Como é lindo isso!

Como é que podemos passar a vida sem meditar um pouco que seja nessa verdade? Como é que podemos pensar em tantas bobagens quando no mundo em que vivemos o próprio Deus encarnou no seio de uma humilde virgem e nos trouxe a salvação? Como podemos não pensar no sublime papel dessa simples moça de Nazaré?
Como não dar Glória a Deus por tanta beleza, por tanta verdade, por tanto amor?