terça-feira, fevereiro 15, 2011

Você pode estar no barco errado


Nesses dias me pego pensando com mais intensidade nos que rejeitam viver a religião. Com os que não querem servir, com os que preferem continuar vivendo como se nada fosse acontecer no futuro, como se não houvesse Alguém olhando para cá, olhando para o que elas fazem ou deixam de fazer.

Enquanto estão aqui ainda há tempo de mudar, ainda há tempo de buscar Deus na Igreja e consequentemente a salvação de suas almas. Mas, das pessoas que eu conheço, poucas são as que parecem se importar realmente com o seu fim. Algumas vivem numa corrida louca para bem longe da Igreja, com medo mesmo de admitir que no fim das contas os católicos podem estar certos... algumas apostam a vida em bobagens, crendo em fantasias perigosas. Deveriam pensar assim: quem vive se preparando para o Céu e no fim dá de cara com “planos espirituais” não perdeu nada, vai para uma “cidade espiritual” e tudo bem, tem nova chance, não é? Mas e se não for assim? E se você vive se preparando para “outros planos espirituais” e no fim der de cara com...a eternidade do Inferno? Já parou para pensar nisso? Seriamente? Já parou para pensar que você pode estar no barco errado?

Precisamos pensar seriamente na vida e na morte. É tempo. O tempo é agora. Amanhã pode ser tarde demais.