quinta-feira, junho 30, 2011

Católicos convencidos



"Hoje,mais do que nunca, a sociedade tem necessidade de doutrinas firmes e coerentes consigo mesmas. Em meio à destruição geral das ideias somente a asserção, uma afirmação nítida, sólida, sem misturas logrará ter aceitação. Os ajustes se tornam cada vez mais estéreis e cada um arranca uma fatia da verdade (...) Mostrai-vos pois tal como sois no fundo: católicos convencidos. (...) Há uma graça unida à confissão plena e inteira da fé. Essa confissão, como diz o Apostolo, é a salvação dos que a fazem, e a experiência mostra que é também a daqueles que escutam." (Dom Gueranger)* 


Irmãos, não tenhamos medo de dizer que somos católicos, que cremos em Deus, na Igreja que Ele deixou para nós! Sejamos firmes na defesa da fé. Não nos calemos por medo da discórdia. Digamos calmamente que somos católicos, que cremos no Céu e no Inferno. Mostremos que somos católicos convencidos.

Nesses dias de ecumenismo desenfreado (ou pseudo-ecumenismo) muitos são os católicos que se calam e dão as mãos aos hereges e apóstatas, aos pagãos e ateus de todo tipo, calando-se sobre a fé, como se dessa forma pudessem converter essa gente ou pudessem agradar a Deus em busca de uma união de todos os povos e credos pela paz mundial. Isso é ilusão, meus caros. Não caiam nessa armadilha, não se calem sobre as verdades da fé apenas para agradar seus colegas espíritas ou protestantes. Sei que pode ser difícil, mas se questionado sobre sua fé não esconda aquilo em que crê. Diga que fora da Igreja não há salvação

Você pode ajudar a salvar almas se confessar-se católico de fato.

_________________________________
*(Dom Gueranger apud D. Marcel Lefebvre. Do Liberalismo a Apostasia. pg.73)