quinta-feira, fevereiro 07, 2013

Carnaval: excesso e abuso



“(…) é um grande excesso, e abuso dedicar o tempo que chamam de Carnaval a licença que cada um toma de comer e beber em demasia, de jogar e de bailar mais que o restante do ano: costume, que é de todo contrário a intenção e ao espírito da Igreja, a qual começa desde o dia da Septuagésima a excitar-nos a penitência, para preparar-nos à Quaresma” (Catecismo Histórico, abade Fleury, 1769).

Fonte: Arauto Veritatis