sexta-feira, abril 19, 2013

Cenas da JMJ: espiritualidade ou folia?



ATENÇÃO: ESSA POSTAGEM CONTÉM FOTOS ILUSTRATIVAS DA JMJ, FOTOS INDECENTES.

Vejamos algumas cenas da Jornada Mundial da Juventude flagradas pelas câmeras. Eu não gosto de mostrar fotos indecentes em meus blogs, evito ao máximo, mas creio que para algumas mentalidades somente imagens fortes podem surtir algum efeito. Devemos mostrar aos que querem enxergar o mal que é comparecer a um evento como esse. Temos que avisar as ovelhas para que tenham cuidados com os lobos. Simples assim.

 É algo católico se manifestar como na foto acima? E essa imagem é veiculada no site oficial da JMJ. Ou seja, eles incentivam gestos que hoje são conhecidos como não-católicos. Preciso explicar o que significa isso hoje em dia? 


Há católicos que pensam que a JMJ é algo bom, mas não percebem que um evento onde altos prelados praticamente abençoam apresentações de músicos com canções que nada tem a ver com o catolicismo, que não dão nenhum código de vestuário decente, e deixam que os jovens assistam à Missa (que nem mesmo é a Missa Tradicional) e se aproximem do Santíssimo vestidos como prostitutas e marginais, não pode ser algo querido por Deus; esses prelados promovem um evento onde jovens solteiros de ambos os sexos dormem próximos uns aos outros, alguns dentro de barracas, contrariando totalmente a moral cristã. Tem que ficar claro que os católicos fiéis à Doutrina da Igreja repudiam esse evento e querem a total reforma ou o fim dele. Como eu acredito que uma reforma só pode acontecer quando Roma voltar a ensinar e viver a Fé verdadeira, meu voto é pelo fim da JMJ como se apresenta hoje e desde o começo.

Independente da intenção do jovem que queira estar numa JMJ, o mais importante é o que é pregado lá. A JMJ possui, no mínimo, as seguintes falhas:

- apresenta Vias Sacras “recriadas”, com teor liberal-socialista, em vez de Tradicional;
- apresenta shows de música pop, coisa sem necessidade num evento religioso;
- não dá nenhum código de vestuário decente;
- permite que jovens solteiros de ambos os sexos durmam juntos, longe das vistas dos pais;
- não celebra a Santa Missa Tridentina em Latim.


Então não é uma questão de “ah, vou lá dar o meu testemunho”. Isso é ingenuidade. Você pode até ter boas intenções, mas o problema é muito mais profundo. O problema vem de cima, do topo da hierarquia, pois os próprios bispos apóiam tal evento, o Papa está lá sem dizer uma palavra sobre a imoralidade da coisa toda, etc. Isso é fato, só não vê quem não quer. Os católicos precisam tomar uma atitude, precisam reclamar, do mesmo jeito que fez São Paulo quando chamou a atenção de São Pedro, o Papa, na frente de todo mundo! Esse é o exemplo do Evangelho.

Então os artigos que traduzo, as coisas que escrevo, sobre a JMJ são para avisar aos que querem ver, porque com os cegos voluntários eu não quero conversa, eles estão brincando com a hora da verdade. Deus tenha misericórdia deles. As pessoas que freqüentam JMJ em sua maioria, não todas, são pessoas mundanizadas, que vão a praias mistas, que usam biquíni e tomara-que-caia, shorts curtos, pulam carnaval, entre outras coisas; e ainda se acham muito católicas, repetindo baboseiras clichês do mundo neoconservador e achando que têm razão. Nada conhecem de fato sobre Doutrina, achando que até espirro de Papa é infalível. É a desgraça da crise de Fé que vivemos atualmente. Para saber um pouco sobre de onde vem o horror que vemos hoje, leia este artigo que traduzi, aqui.

+ Para começar a saber mais sobre Catolicismo e compreender a crise de hoje, leia:
Pacientes na Tribulação, SPES e os escritos de Dom Lefebvre.
+ Para entender sobre obediência leia aqui e aqui.
+ Para aprender o Catecismo, leia: Regi Saeculorum e A Grande Guerra.
Há vários outros blogs bons, mas fiquem com esses para começar.

Vejamos agora algumas cenas nada modestas acontecidas em várias JMJ, todas comentadas. Os textos são traduzidos por mim e foram extraídos do site Tradition in Action.

***

Amor livre sob a proteção da Igreja - JMJ 2005






Acima, uma cena comum nas JMJs: um jovem casal se beijando em ambiente de completa liberdade. Abaixo, primeira fileira, adolescentes de ambos os sexos dormindo perto uns dos outros sem qualquer barreira para prevenir seus maus instintos de se desenvolverem. Segunda fileira, uma manifestação do tipo paz e amor no estilo característico de Woodstock. 



Terceira fileira, esquerda, um punk sorridente com um penteado extravagante posa como se estivesse recebendo uma bênção de Bento XVI. À direita, outro punk está à vontade no ambiente de tolerância de Cologne 2005 (em Alemão: Köln 2005). Última fileira, rapazes sem camisa e garotas com shorts entram nas águas do rio Reno para saudar o barco de Bento XVI, chegando para a JMJ.






  
Original aqui.



Revolução Cultural sob proteção da Igreja



Acima: um padre e uma freira dançando em cima de barris em frente à Catedral de Cologne.
À direita: jovens mulheres em trajes brancos dançando pelo altar onde está exposto o Santíssimo Sacramento num ostensório.

Abaixo, primeira fileira à esquerda: jovens casais chegando a estação de Cologne para passar cinco dias e noites juntos. 
À direita: um casal deitado no chão em seus sacos de dormir durante a Missa de Bento XVI.

Segunda fileira, à esquerda: uma figura riponga [hippy no original. N.dTr.] enrola rosários sobre a cabeça como se fosse um lenço, segurando uma bandeira da Santa Sé. 
À direita: uma garota tendo uma cruz tatuada em sua barriga.

Teceira fileira, à esquerda: jovens homens cobrem-se com as bandeiras de seus países, dando a impressão de que estão nus. 
À direita: um casal se abraçando numa atmosfera de grande liberdade moral. 




  Original aqui.


Novas devotas



Para expressar seu entusiasmo por Ratzinger, jovens mulheres tatuam a parte de baixo de suas costas com a frase: "Eu amo o Papa!" [em alemão: Ich liebe den Papst!]

É indiscutivelmente uma forma original de expressar sua devoção pelo Papado. 
Também não há dúvida que essa e outras iniciativas tais foram permitidas pelo clero que dirige a juventude.  Um “sinal dos tempos” indicando para onde a formação da juventude está se conduzindo. Esse é um bom exemplo dos frutos do Vaticano II na pastoral atual também.

Julgando pelas cores que elas usam nas suas echarpes em volta da cintura, as jovens são parte da delegação da Baviera para a Jornada Mundial da Juventude 2005 em Cologne.



Original aqui.


Estilo Woodstock Ainda Presente na JMJ em  Sydney



Algumas pessoas podem estar se perguntando se a inculturação aborígine exibida na JMJ Sydney eclipsou ou até mesmo erradicou o estilo Woodstock dessas reuniões. Isso não aconteceu. Os dois estilos se fundiram confortavelmente, permitindo ao tribalismo urbano se beneficiar do contato com o tribalismo aborígine. 

O desprezo pela moral católica tanto por parte dos organizadores quanto dos jovens permaneceu tão completo como foi nas JMJ anteriores. De fato, não havia restrições sobre o comportamento dos casais jovens não-casados​​, que continuaram a dormir juntos em alojamentos fechados, abaixo na primeira fileira. Alguns deles foram tão longe a ponto de posar para os repórteres deitados juntos e fazendo carícias uns nos outros, como os “peregrinos” alemães, acima. 

Ninguém se incomodou com o extravagante punk americano, segunda fileira abaixo, que estava completamente à vontade com o seu estilo de cabelo vermelho-arara, enquanto um grupo de jovens africanos se movia freneticamente ao ritmo do rock eclesiástico tocado por uma das muitas bandas, como o duo franciscano, última fileira à direita.


Original aqui.


A Dança da Freira com o Padre missionário



Cologne 2005, Agosto 16 - 21 – A belga Irmã Johanne Vertommen dança com o padre missionário John em dois close-ups da Jornada Mundial da Juventude 2005. 

Essas fotos foram publicadas pelo jornal flamengo Het Laatste Nieuws. Quando um reporter perguntou a Irmã Johanne sobre as poses de sua dança, ela respondeu: “Minha Madre Superior levantou a questão hoje. Ela acha que eu deveria ter um pouco de cuidado e ter em mente que eu represento a nossa comunidade."

Isso quer dizer que, por este comportamento indecente em público - para qualquer jovem, mas especialmente para uma freira – a Irmã Johanne não recebeu reprimenda, mas apenas uma observação prudencial. Também não houve relatos até o momento de qualquer reprimenda feita ao Pe.
John...

Como justificativa para esse comportamento, Irmã Johanne adicionou: "Eu não faria isso em casa, mas em tais ocasiões eu me deixei levar pelo entusiasmo do grupo."

Se Irmã Johanne e Padre John fizeram isso em plena luz do dia em frente às câmeras, pode-se imaginar quais ações de entusiasmo espontâneo os levaria quando eles estivessem sozinhos juntos. 

Além disso, se as pessoas religiosas entram neste tipo de "entusiasmo" típico de uma Jornada Mundial da Juventude, o que se pode imaginar em matéria de casais não-casados ​​que estão autorizados a dormir juntos durante todo o encontro de seis dias?


Original aqui.


Falta de pureza na JMJ de Toronto



É julho de 2002. A delegação de Luxemburgo presente na Jornada Mundial da Juventude em Toronto, acima, aguarda a chegada de João Paulo II. Até que o Pontífice apareça, a juventude se diverte. Se alguém observar detalhadamente a foto, verá que eles manifestam a atmosfera geral de falta de modéstia e pureza. O homem no centro encosta seu torso nu nos ombros desnudos da mulher em seu colo, enquanto sua mão acaricia sua coxa. Suas posições revelam que seus corpos estão tão juntos quanto possível. A posição de suas pernas nuas dificilmente é decente em companhia mista.

Atrás do primeiro casal, um jovem massageia o pescoço de sua amiga.

Abaixo, primeira fileira: casais em contato próximo encontram proteção debaixo de uma tenda improvisada. Segunda fileira: a juventude de Luxemburgo apresenta música moderna durante a celebração da Missa. Terceira fileira: casais esperam para embarcar no avião de volta para a Europa, depois 13 dias de viagem "piedosos e dignos".


Original aqui.


JMJ: Indo em direção a um bordel "sagrado"?




A JMJ-2011 em Madrid terminou. Ainda mais que nas anteriores, esse encontro foi marcado pelo relaxamento dos costumes. Casais deitados juntos no chão em plena luz do dia, mulheres usando biquínis e homens com peitos desnudos dificilmente podem induzir outros participantes a praticar a virtude, eufemisticamente falando. Em vez disso, tal comportamento faz um forte convite ao pecado.

Acima, as pernas de um casal estão entrelaçadas, enquanto estavam deitados juntos em público; abaixo primeira linha: uma garota provocativa usando um top de biquíni toma a iniciativa de beijar seu companheiro sem camisa, seus corpos estão ensopados depois de terem sido molhados pela caminhão de água. Segunda fileira: protegida do sol por bandeiras espanholas, uma jovem mulher mostra seu corpo num biquíni ligeiramente modificado enquanto ela casualmente busca por petiscos na sua bolsa. Seus vizinhos usam trajes similares. 

Terceira fileira: um casal se dirige para a vigília papal. Ela enrolou sua blusa para mostrar a barriga e, em vez de usar um “chapéu de peregrino” para proteger sua cabeça do sol, ela escolhe colocá-lo na sua cintura para atrair a atenção dos transeuntes para o seu derriere. Seu companheiro sem camisa usando uma bermuda frouxa mostra parte de sua roupa de baixo.

Quarta fileira: garotas usando ousados tops de biquíni entram numa espécie de êxtase sensual quando a água fria toca seus corpos: uma forte ocasião de pecado para os jovens homens presentes. Quinta fileira à esquerda: enquadrado por cinco pares de pernas, um rapaz seminu se prepara para a cerimônia, enquanto à direita seu fleumático colega usando sunga observa o movimento no campo. Sexta fileira: um jovem seminu e sua amiga ensopada de água desfrutam o borrifo que deixa a blusa dela transparente. 

Quando quase tudo convida à sensualidade e quase nada impede as coisas de alcançar seus últimos estágios, não é necessário ser muito inteligente para concluir que aquelas conseqüências finais aconteceram. As fotos ousadas mostradas aqui nos permitem dizer que a atmosfera da JMJ-2011 assemelhava-se a uma enorme orgia. Sua principal diferença é que essa atmosfera tipo bordel na JMJ é abençoada pelas autoridades religiosas e endossada pela presença de Bento XVI. 

Se você também se opõe a essas cenas e concorda com esses comentários, você deve tomar alguma ação.

Não mande seus filhos para a JMJ. 

Expresse-se sobre essa imoralidade escandalosa
.





***

Depois dessas imagens quem ainda achar que pode frequentar esse ambiente e ainda assim ser edificado ou evangelizado na JMJ, está com sérios problemas. Se isso tudo aconteceu lá fora, não quero nem pensar na bagunça que vai ser aqui no Brasil.

Deus tenha misericórdia dos que não querem ver.

 _______________________________

-Para ver vídeos no site oficial, clique aqui. Algumas imagens que aparecem nessa postagem estão nos vídeos.
-Vejam no site da JMJ Rio algumas fotos que ilustram a falta de espírito católico e total falta de modéstia de quem se prepara para o evento.
_______________________________

Leia aqui o que já escrevi e traduzi sobre a JMJ:

O que há de errado com o Dia Mundial da Juventude?

JMJ com Michel Teló, Ivete Sangalo e Milton Nascimento.

JMJ: Sydney ou Sodoma?

É hora de terminar a Jornada Mundial da Juventude