terça-feira, julho 23, 2013

JMJ, Menzingen, Santo Hermenegildo, D. Williamson...


Recomendo a leitura:

JMJ, Menzingen, Santo Hermenegildo, mudanças no blog...

Trechinho:

"Sobre a pueril alegação de alguns que acham errado não "o que" a Resistência diz, mas "como"ela diz, eu respondo com outra pergunta: ok! os resistentes são uns grosseiros mal-educados - concordamos! - mas no que isso muda "a verdade"? Tudo bem, os grosseiros se penitenciarão com 100 chicoteadas, de joelho em cima de cacos de vidro. Resolvido! A grosseria dos que falaram desrespeitosamente com sua majestade o rei de Menzingen está solucionada e reparada. Mas (1) o que isso importa? Desde quando a forma importa mais do que a essência? E (2) O que a Resistência fala de errado? Onde está a mentira? 

Tudo o que Dom Williamson falou - e dom Fellay queria calá-lo a qualquer custo - ocorreu! O preâmbulo nojento que dom Fellay queria assinar - E QUE BENTO XVI RECUSOU!!!!!!!!!!!! - veio a público e não foi refutado por dom Fellay, ou seja (desenhando), Dom Fellay nunca negou que o Preâmbulo que veio a público era verdadeiro!!! E no preâmbulo está a confirmação de que Dom Williamson não exagerou nem mentiu. E (1) onde está a devida justa reparação? Não só a pública, por dom Fellay e equipe, mas a tua, particular, que de teu confortável assento diante do computador, condenavas veementemente Dom Williamson por sua rebeldia, desobediência, exagero, mentiras??? E (2) por que ainda continuas ligado aos padres que continuam ligados ao grande mentiroso desta história toda? Sim, porque se Dom Williamson mentiu e foi provado que não mentiu... quem mentiu então? Sim sim, não não caríssimos!!! Com ou sem educação, saibamos dar nome aos bois! Esto vir!!! Esto vir!!! "