quarta-feira, outubro 23, 2013

Eu também peço desculpas aos luteranos...



Eu também, junto com os Fiéis Católicos da Arquidiocese de Ribeirão Preto, peço desculpas aos luteranos:

Impulsionados pelas palavras do Santo Padre, o  Papa Francisco I, que disse durante um encontro com autoridades luteranas que "católicos e Luteranos podem pedir perdão pelo mal que causaram uns aos outros e pelas culpas cometidas perante Deus, alegrando-se ao mesmo tempo pela nostalgia de unidade que o Senhor tem despertado nos nossos corações e nos faz olhar em frente com esperança” (ler a notícia aqui), também gostaríamos de pedir desculpas.

Gostaríamos inicialmente de pedir desculpas por termos permanecido fiéis ao ensino católico até 1965. Guiados pelo concílio dogmático de Trento, ingenuamente nos equivocamos, não entendemos o verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo e defendemos a integridade de uma Verdade que hoje está ultrapassada, que precisou do advento do salvífico concílio ecumênico do Vaticano II para ser corrigida. Perdoem-nos, queridos irmãos!

Gostaríamos de pedir desculpas por termos defendido nossos países católicos contra as hordas de camponeses e nobres luteranos que pilharam cidades inteiras, destruíram catedrais, mosteiros, profanaram lugares santos, abusaram de freiras, esmagaram os crânios de seminaristas, monges, deportaram bispos, saquearam Roma, dizimando sua população a nada, enfim, desculpem-nos, irmãos, pois só hoje entendemos que tudo não passava de justiça social, dos direitos do homem, do homem preso, que tinha suas liberdades negadas pela hierarquia narcisista de então. Perdoem-nos!