terça-feira, outubro 22, 2013

Karl Marx e o Espiritismo



Interessante o vídeo abaixo, do espírita Clóvis Nunes, que afirma existir uma ligação de Karl Marx com Allan Kardec, e comenta sobre a destruição da religião. É sempre bom ver quando tais palavras saem das bocas deles mesmos que adoram nos acusar de intolerantes.

Aconselho aos católicos tomar um "Engov" antes e outro depois, porque é de dar náuseas. 

No vídeo, há distorções enormes, claro, mentiras deslavadas, como sempre, mas é interessante para que se veja como o pensamento revolucionário é o mesmo, sempre: destruir a ordem estabelecida por Deus.

Será que de fato o senhor "M" (que aparece no livro Obras Póstumas, de Kardec) era Marx? Pode ser mesmo. Eu lembro que quando desconfiei que esse senhor "M" era o judeu Moses Mordechai Levi, mais conhecido como Karl Marx, eu estava no começo de minha conversão e tentei alertar meu pai, que é espírita e anticomunista, mas ele não acreditou, claro, era demais para a cabeça dele acreditar nisso. Mas de qualquer forma esse tal M era alguém que, segundo os "espíritos de luz" (Lúcifer é espírito de luz, lembrem-se disso!), destruiria as bases estabelecidas (ou seja, a Igreja Católica) para dar lugar a vitória da Nova Ordem segundo o Espiritismo.

Marx era envolvido com satanismo, e por isso não surpreende que ele possa ter se encontrado com Kardec. Era bastante comum na época a prática da consulta aos "espíritos". Somente os ingênuos ou desinformados podem achar que Marx era um materialista total e que por isso não se interessaria pelo espiritismo ou espiritualismo. Como disse, acertadamente, o metafísico muçulmano Guenón "o materialismo o espiritualismo são duas faces de uma mesma moeda" . Claro, é tudo obra do Inimigo.

Fica aí o vídeo para quem se interessar em ver as ligações satânicas dos filhos das trevas na tentativa de destruir a Igreja. Loucos! Lutam contra o próprio Deus.