terça-feira, novembro 25, 2014

O Ocidente morreu e eu também não me sinto muito bem



Do blog do Mr. X, leia:

O Ocidente morreu e eu também não me sinto muito bem

Trechinho:


"A prova de que o Ocidente já morreu, de que já está morto e enterrado e carcomido por vermes nojentos, pode ser vista todo dia em qualquer notícia de jornal.

Por exemplo, cientistas conseguiram após muito esforço fazer com que uma sonda espacial pouse num cometa. Mas quais foram as notícias em relação a isso? Bem, vários jornalistas ficaram indignados com o fato de que um cientista estava utilizando uma camisa "sexista" com desenhos de mulheres, e forçaram-no a pedir desculpas rastejando para as câmeras. Para o progressista liberal imundo, isso é maior "progresso" do que colocar um robô em um cometa.  
.
Afinal, para o articulista, o fato de que cientistas, programadores e nerds em geral utilizem este tipo de camisa é a razão pela qual "poucas mulheres vão para o ramo das ciências." Bem, se basta uma camisa colorida para desencorajar mulheres, então talvez elas realmente não devam ser cientistas! Que fiquem na cozinha ou no salão de beleza, se pensam assim. 
.
Porém, devo dizer eu também achei ridícula a camisa, bem como as hediondas tatuagens do sujeito, que incluem um tattoo da própria sonda na sua perna. Porém, não pelo caráter supostamente sexista, mas porque tenho saudade do tempo em que cientistas se vestiam como gente, e não como nerds inseguros e imbecis querendo mostrar suas nerdices para todos. O Ocidente virou um sitcom: até os cientistas viraram personagens de Big Bang theory! 
.
O fato incontornável é que os sinais de decadência estão em todo lado. O homem branco de classe média deseja sua extinção. Não há outra explicação para seu comportamento bizarro de valorizar mais invasores ou criminosos do que sua própria existência."
.
Continue lendo, aqui