terça-feira, dezembro 22, 2015

O Censo em Belém

Por Linda, Under the Gables
Traduzido por Andrea Patricia

O Censo em Belém, por Pieter Bruegel, 1525-1569


Naqueles tempos apareceu um decreto de César Augusto, ordenando o recenseamento de toda a terra. Este recenseamento foi feito antes do governo de Quirino, na Síria. 
Todos iam alistar-se, cada um na sua cidade. 
Também José subiu da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à Cidade de Davi, 
chamada Belém, porque era da casa e família de Davi, 
para se alistar com a sua esposa Maria, 
que estava grávida.
 (Lucas 2, 1-5)



Esta é uma de minhas pinturas favoritas do Natal, e em toda casa ou apartamento em que eu more sem uma janela sobre a pia da cozinha, eu penduro este quadro lá, para que eu possa olhar para ele todos os dias enquanto eu cozinho e lavo.

Clique no quadro para aumentá-lo para encontrar Maria e José. Eles estão na metade inferior do quadro, ligeiramente à direita do centro. Maria, "grande com criança", senta-se em um burro que é levado por José. Eles estão indo em direção ao prédio à esquerda, onde eles vão pagar seus impostos e ser contados no censo, entre os muitos que vão fazer o mesmo.

No prédio há uma coroa de flores pendurada, pois é a época de Natal em Flandres, que Bruegel retrata aqui numa típica tarde de dezembro, com o povo da cidade em "Belém" tratando de seus negócios e com as crianças brincando. Está frio lá fora. As casas dos citadinos vão desde a frágil até a robusta, dependendo de sua sorte, e algumas podem não ser tão quentes.

Todos estão ocupados. É uma cena como a de qualquer outro Natal, e há Maria e José, em sua humildade completa. Ninguém percebe-los, mas eles estão aqui entre nós, diz Bruegel. Preste atenção neles, nas ruas e entre a multidão, e também em seu coração.