terça-feira, dezembro 08, 2015

Os Contos de Fadas e a Inversão de Valores de Hollywood


Snow White and the Seven Dwarfs, de Millicent Sowerby
.

É moda já há algum tempo desconstruir os contos de fadas. Basta ver os filmes da Disney ou a série Once Upon a Time (vamos simplificar e usar a sigla OUAT), por exemplo, para perceber o quanto eles querem transformar os maus em bons e vice-versa, tudo regado com uma grande dose de feminismo. [Atenção: Spoilers!] Eu não sou oposta a reinterpretações e releituras, mas há limites. É claro que é engraçado ver o Capitão Gancho com aquela cara de conquistador barato, mas eles vão longe demais transformando Mulan em lésbica, por exemplo...

Capitão Gancho ou Hook, interpretado pelo irlandês Colin O'Donoghue

E, ai meus sais!, como é ridículo ver Branca de Neve usando calças, como acontece também no filme Branca de Neve e o Caçador, se bem que nesse filme aparece como algo incomum, diferente da série onde praticamente todas as mulheres usam calças mesmo que disfarçadas com capas longas. Veja a imagem da Branca de Neve da série:


Nem de longe lembra aquela figura doce e feminina que nós conhecemos dos Contos de Fadas!


Snow White, de Arthur Rackham
.
E (como acontece na série OUAT) é no mínimo incômodo ver uma heroína de histórias infantis usando um cabelo curtinho à la homme (ou à la garçonne)...aliás, essa moda também está "pegando" em Hollywood, são várias as atrizes que estão cortando as madeixas, deixando o cabelo bem curto e batido na nuca, exatamente como diz o termo francês para este tipo de corte: do jeito do homem. Já ouvi dizer que é para fazer as pessoas acostumarem-se a ver duas silhuetas masculinas trocando carinhos, pois afinal de contas a mulher com cabelo curtinho, e ainda mais usando calça, fica parecendo um homem.

Vejam abaixo a imagem da Branca de Neve da série OUAT... no nosso mundo hoje e uma imagem dela no mundo mágico dos contos de fadas, com seu Príncipe Encantado e digam-me se eu não tenho razão ao reclamar desse cabelo curtinho:


Curiosidade: eles conheceram-se na série, casaram-se e tiveram um filho


Viram a diferença? Viram como o cabelo longo funciona bem na mulher? Viram como o cabelo curtinho confunde? Na primeira imagem acima ela nem mesmo usa brincos, ou seja, fica parecendo um homem mesmo...beijando outro homem! Complicado, hein?

Cabelo longo, cabelo grande, não é exatamente feminino, pode ser usado por homens também, dependendo da época, e ainda ser algo másculo (lembrem-se da imagem que temos de Nosso Senhor Jesus Cristo!), mas o cabelo curto é decididamente masculino, não tem jeito. Dizem que é cabelo de mulher mandona, e pode até ser mesmo, mas feminino não é.


Eu adoro contos de fadas (quem aí nunca leu um conto dos Irmãos Grimm ou de Andersen, por exemplo?) e termino vendo todos esses filmes, assistindo no computador mesmo (não tenho aparelho de TV), mas faço isso criticando o tempo todo e até dou umas boas risadas com certas situações ridículas que os produtores hollywoodianos criam. O problema é que a maioria das pessoas não possui senso crítico, não tem filtros, digamos assim, e termina aceitando muita coisa que a mídia joga para elas. 

Ainda não vi Malévola, que é a nova sensação da Disney, mas já sei do que se trata: mais peça de propaganda do feminismo, mais distorção. E é interessante notar quantas semelhanças há com o filme Branca de Neve e o Caçador, veja as imagens abaixo comparando os dois filmes:




E os chifrinhos da Angelina Jolie, hein? Que coisa ... o mundo vai cada vez mais afundando, é só olhar à nossa volta.


Leia também:

Malévola: A Inversão de Valores de Holywood

__________________________