sábado, maio 07, 2016

Respostas a acusações levantadas recentemente contra Bispos da Resistência – VI

Por R. de Souza


Sobre a Religião Verdadeira e a Nova Religião Conciliar:


1. É correto dizer que o liberalismo e o modernismo são fenômenos que ocorrem também dentro da Igreja Católica?

R. Sim, ou, como observou o Pe. Trincado, não se poderia afirmar que existe uma crise na Igreja.

2. A missa nova é um rito da religião católica?

R. Não.

3. Mas a missa nova existe na Igreja Católica?

R. Sim, é um fenômeno que se dá dentro da Igreja Católica, como o liberalismo e o modernismo.

4. Há então alguma relação entre a Igreja Católica e a Igreja conciliar?

          R. Sim. Ambas partilham de uma mesma hierarquia e da maioria dos fieis, pois, diferentemente das igrejas que impõem formalmente o cisma e a heresia, quem adere à nova religião da Igreja Conciliar normalmente se mantém dentro da Igreja Católica, já que para deixar de pertencer à Igreja Católica não basta a heresia material, mas é necessária a heresia formal e pública.

5. Qual a posição de Dom Lefebvre sobre o assunto?

R. Dom Lefebvre dizia que essa religião nova não era a religião verdadeira, e que a Igreja Conciliar é uma “falsificação da Igreja”, mas por outro lado reconhecia que a falsa religião estava dentro da Igreja Católica, e também que muitos membros da hierarquia conciliar, inclusive o Papa, também pertencem à hierarquia da verdadeira Igreja (não, obviamente, por pregar o modernismo conciliar). Vejamos, por exemplos, estes dizeres seus em “O Carismatismo: negação dos sacramentos e caricatura dos dons do Espírito Santo”:

...o pentecostalismo nasceu no protestantismo e se difundiu na Igreja, onde se transformou em movimento carismático. Vemo-nos obrigados a constatar que estas manifestações se multiplicam cada vez mais, e isto com a autorização das autoridades eclesiásticas.

Outras citações de Dom Lefebvre, que não deixam dúvida quanto à sua posição podem ser lidas aqui: http://www.estudostomistas.com.br/2016/01/se-dom-lefebvre-era-eclesiavacantista.html

6. O que disse São Pio X sobre o assunto?

R. Eis, por exemplo, o que escreveu o Santo Padre na Pascendi Dominici Gregis sobre os modernistas:

...os fautores do erro já não devem ser procurados entre inimigos declarados; mas... se ocultam no próprio seio da Igreja...

Estes, em verdade, como dissemos, não já fora, mas dentro da Igreja, tramam seus perniciosos conselhos; e por isto, é, por assim dizer, nas próprias veias e entranhas dela que se acha o perigo...

7. Não estão certos, porém, os que alegam que no tempo de São Pio X os modernistas estavam dentro da Igreja, mas que hoje A religião do Concílio Vaticano II é uma religião especificamente distinta e inclusive oposta à religião católica, e, portanto, É impossível que a religião conciliar esteja dentro da Igreja Católica; é impossível que ambas as religiões subsistam juntas em um mesmo sujeito, em uma mesma organização. Logo, a “igreja conciliar” e a Igreja Católica existem separadas?

R. Não. Ao trecho acima, o mesmo texto de Non Possumus que fornece o argumento responde: O erro deste raciocínio está em tomar como equivalentes ou sinônimos os termos “religião” e “igreja” (ambos, ademais, não unívocos). Em sentido muito amplo, “igreja” é a organização dos homens que professam alguma das “religiões cristãs”. Pois bem, pode-se praticar a falsa religião conciliar sem culpa, incorrendo somente em heresia material, e dado que os batizados que incorrem em heresia unicamente material não deixam de pertencer à Igreja, se pode professar a religião conciliar sem deixar de ser católico; estando, deste modo, “a religião conciliar dentro da Igreja Católica”.
http://nonpossumus-vcr.blogspot.com.br/2016/01/eclesiavacantismo-parte-1.html
http://nonpossumus-vcr.blogspot.com.br/2016/01/eclesiavacantismo-parte-2.html
(Este artigo, vale ressaltar, começa com os seguintes dizeres: Estreitamente vinculada com o sedevacantismo, existe uma postura chamada (impropriamente) de “eclesiavacantismo”.)

            Eis, portanto, o “golpe de mestre de Satanás”, tão lucidamente identificado e santamente combatido por Dom Lefebvre.


____________________________________________

Parte I: Sobre árvores e seus frutos.

Parte II: Sobre Bispos da Resistência e a Roma Modernista.