domingo, julho 30, 2017

VOZ DE FÁTIMA, VOZ DE DEUS Nº 23

22 de julho de 2017

Vox túrturis audita est in terra nostra”
(Cant. II, 12)
A pequena Jacinta de Fátima, ensinada por Nossa Senhora, por volta do ano de 1920, profetizou: “Hão de vir umas modas que hão de ofender muito a Nosso Senhor”. A Santa Madre Igreja, por sua vez, fiel depositária e transmissora da doutrina de Nosso Senhor Jesus Cristo, fazendo eco à advertência de Nossa Senhora, ensina em sua moral que: Não é permitido em nenhum caso vestir uma roupa indecente. Não pode, com certeza, ser chamada saia decente aquela que não cobre os joelhos quando a pessoa está sentada, ou que deixa aparecer, por fendas ou por transparência, aquilo que o pudor não permite de mostrar, isto é, as pernas acima dos joelhos. A mesma coisa deve ser dita das roupas – tanto masculina como feminina – que ficam marcando as formas do corpo. E o Catecismo de São Pio X assevera, principalmente no que se refere aos homens: “Para nos conservarmos castos, devemos evitar o olhar para figuras indecentes”.
Se queremos salvar nossa alma e a do próximo, devemos nos submeter à vontade de Deus, expressa nessas palavras de Nossa Senhora e da Santa Igreja. Ousadia seria de nossa parte taxarmos tais ensinamentos de exagerados. Uma alma que realmente procura a Deus (e, portanto, é humilde) se conforma (apesar de todas as dificuldades que possa haver) a esses pontos que enunciamos acima. Nosso Senhor sofreu muito por nós, não sejamos mesquinhos em sofrermos por Ele.
Meditemos profunda e constantemente nestoutras palavras da Jacinta: “Nosso Senhor está triste porque Nossa Senhora disse-nos para não O ofenderem mais, que já estava muito ofendido e continuam a fazer os mesmos pecados”.
Arsenius
U.I.O.G.D