terça-feira, setembro 26, 2017

Critério estapafúrdio de Kardec

Fraudes de Chico Xavier: espiritismo, pura enganação.


E os critérios que Kardec usava para distinguir os "espíritos"? Quanta ciência:

“Distinguir os bons dos maus Espíritos é extremamente fácil. Os Espíritos superiores “usam constantemente de linguagem digna, nobre, repassada da mais alta moralidade, “escoimada de qualquer paixão inferior; a mais pura sabedoria lhes transparece dos “conselhos, que objetivam sempre o nosso melhoramento e o bem da Humanidade. A dos “Espíritos inferiores, ao contrário, é inconsequente, amiúde trivial e até grosseira". (O Livro dos Espíritos)

Será que os espíritas não percebem que qualquer um que queira enganar vai justamente utilizar uma linguagem educada? Será que é só ingenuidade deles? Não será cegueira também?